Monday, October 26, 2009

Fugir de seus erros…

Às vezes pode custar a vida de alguém. Minha mãe foi uma vítima, graças a Deus (e só a Deus mesmo) não fatal disso na útlima sexta-feira, dia 23/10/2009. Com um pedido médico para fazer uma endoscopia, ela seguiu para a Endoview , localizada no shopping Downtown, na Barra da Tijuca, RJ. Lá, foi atendida pela “Doutora” Mônica Novis, e digo isso entre aspas, porque ficou claramente provado depois do acontecido que todos os diplomas que ela com orgulho menciona no site da empresa de nada valem se lhe falta além de vocação, ética e um mínimo de humanidade e consciência. Bem, antes de iniciado o exame, minha mãe mencionou que já havia tentado fazer uma endoscopia há tempos atrás, mas, por ter um esôfago mais estreito que o normal, a outra profissional (essa sim, Dra, sem aspas) não realizou, alegando que precisaria de um aparelho apropriado para tal.

Passado este pequeno relato e um OK da médica, a com aspas, minha mãe foi sedada e o exame realizado. Ao acordar, minha mãe sentia dores na garganta, não conseguia nem engolir a própria saliva, muito menos falar. Sem entender o que acontecia, e sem ninguém lhe dar uma explicação que não fosse em termos médicos desconhecidos do cidadão comum, minha mãe assustou-se com a médica lhe encaminhando para a primeira emergência que encontrasse na Zona Sul do RJ, e aos cuidados de outro médico. A causa das dores? A doutora com aspas ao forçar o aparelho de endoscopia na garganta de minha mãe, mesmo sabendo da diferença na largura do esôfago, provocou no mesmo uma lesão de 5mm, que por MUITO pouco não perfurou o esôfago, causando a necessidade de uma cirurgia de emergência, muitas complicações graves e o pior, ela poderia ter *bate na madeira 5 milhões de vezes* causado a morte de minha mãe com isso.

Agora, sabe qual foi a nobre atitude da doutora com aspas? Deixar minha mãe sob os cuidados de outro médico, jogando para um colega de profissão a responsabilidade de consertar seu erro quase fatal, e viajou rumo a Bahia, para um Congresso. Nenhum telefonema, telegrama, batida de tambor, sinal de fumaça, telepatia…Nada! Ah, e com direito a deletar uma mensagem minha (e sem resposta) de seu perfil no orkut, onde lhe agradecia pela falta de ética, etc, etc, etc.

Minha mãezinha graças a Deus está em casa, após uma internação de 3 dias no hospital Rio-Laranjeiras, tomografia, muitos antibióticos e vários outros exames. Hoje foi examinada por uma médica de verdade, daquelas com vocação, ética, humanidade e sem sinal de aspas perto do título de Dra. Vai passar mais pelo menos uma semana em dieta líquida, para garantir a cicatrização do esôfago lesionado pela “doutora”. Aquela, cheia de aspas em todos os títulos e diplomas.

Então, pra terminar este relato, repito o que venho espalhando por aí desde o último fim de semana. Se tiverem de fazer uma endoscopia, e quiserem seus esôfagos, e quiçá, outros órgãos intactos, passem longe, mas MUITO longe da Endoview e da “Doutora” Mônica Novis, sua “Diretora Médica”. É aquela mesma, cercada de aspas por todos lados.

Foi bom desabafar a revolta sentida. Boa noite, e tenham uma ótima semana!

Tabata :)

No comments:

Post a Comment

Drop me a line!

Related Posts with Thumbnails